Parcerias garantem o sucesso do programa

O sucesso do Programa Despoluir no Espírito Santo tem duas vertentes: a atuação dos seis técnicos capixabas, que atuam sob a coordenação de João Paulo Lamas, e os convênios firmados nesses anos de trabalho ecologicamente correto.

Uma dessas ações, por exemplo, é o monitoramento realizado pelos técnicos do Programa Despoluir na frota da Fibria (antiga Aracruz Celulose), onde 100% dos veículos e equipamentos movidos a diesel são monitorados através dos testes de emissão veicular, desde maio de 2008. Caso estejam dentro dos padrões estabelecidos pela legislação ambiental vigente, recebem o selo de aprovação. Caso contrário, o veículo/equipamento é reprovado e enviado para manutenção e o teste remarcado.

As parcerias, contudo, não param por aí… A Ceturb-GV, órgão responsável pela gestão pública do transporte municipal metropolitano, também está com o Programa Ambiental do Transporte no desenvolvimento e realização de ações ambientais.

Convênio com a Ceturb

Em agosto de 2008, a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV), a Federação das Empresas de Transportes do Espírito Santo (Fetransportes) e o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) assinaram um convênio para a implantação das ações do Despoluir/ES no sistema de transporte coletivo da Grande Vitória.

O objetivo foi criar uma cultura de responsabilidade ambiental junto a todos os atores envolvidos no transporte público de passageiros da Grande Vitória, por meio do controle da fumaça emitida pelos ônibus e do desenvolvimento de ações para manutenção de índices satisfatórios. Desde então, os testes de emissão de gases poluentes na atmosfera são realizados em toda a frota do Sistema Transcol por meio do opacímetro, um equipamento portátil usado para medir a quantidade de material particulado (fumaça preta) emitido por veículos a diesel.

O procedimento é feito conforme os padrões estabelecidos pelo Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), criado pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), por meio de resoluções que estabelecem diretrizes, prazos e padrões legais de emissão admissíveis para as diferentes categorias de veículos automotores, nacionais e importados.

As medições nos ônibus do Sistema Transcol são realizadas a cada três meses. Se aprovados, eles ganham o Selo Despoluir de Eficiência Energética. Caso contrário, o veículo fica impedido de circular, a empresa operadora recebe orientação sobre o que deve ser feito para melhorar o resultado e, depois disso, o teste é remarcado.

Precisão nas medições

Com a implantação do Despoluir/ES no Sistema Transcol, o equipamento empregado nas medições é o Opacímetro. Precisão de dados, ganho de credibilidade e alta tecnologia são suas grandes vantagens em relação à Escala de Ringelmann, método de medição cujos resultados são verificados visualmente.

O opacímetro elimina qualquer interferência pessoal no resultado final da aferição, que é apresentado no visor do notebook. Segundo o coordenador do Despoluir/ES, João Paulo Lamas, a grande diferença e principal benefício desse equipamento é a melhoria na gestão de dados. Com ele, qualquer pessoa pode visualizar a medição e os dados podem ser enviados na hora para a empresa operadora, já que o teste é processado por um software instalado em um notebook.